segunda-feira, 4 de maio de 2015

PROMOÇÃO - APURAMENTO CAMPEÃO - 1ª JORNADA

VISEU COM MAIS ARGUMENTOS
 
UR Cadima  2  vs   3 Viseu 2001  
 


Campo: Complexo Desportivo de Cantanhede
Espectadores: 150
Resultado ao intervalo:  1  -  0
Arbitro: Catarina Campos  (AF Lisboa)


UR Cadima: Petra, Rita, Antónia, Sandra, Daniela, Tita, Inês ( Dina 73’), Anita, Joanita,
                     Kika ( Leonor 57’ ) e Moreira (Sofia 90’)

Outras convocadas: : Mónica, Sara, Nádia e Marques
Treinador: Orlando Jorge


Viseu 2001: Sousa, Sandrine, Inês, Fong, Leika, Laura, Roque, Simões, Ana, Coutinho e Tânia

Outras convocadas: Joana, Patricia, Catarina, Gabriela, Carvalho, Marta e Margarida
Treinador: Francisca Martins

Golos:  Joanita (33’) , Anita (46’), Tânia (60’), Patricia (85’) e Laura (95’)
Disciplina: Amarelos ( Rita 42’ + Tita 56’ + Joanita 68’ + Patricia 77’ e Anita 80’ )
                 Vermelho ( Tita 85’ )

Relato: 

A equipa de Cadima entrou com o pé esquerdo na fase final do campeonato de promoção em futebol feminio, depois de estar a vencer por duas bolas de diferença viu-se ultrapassado no ultimo supiro do jogo. Apesar da tarde pouco agradavel não convidar a sair da lareira foram muitas as pessoas que se deslocaram ao complexo desportivo de cantanhede onde assistiram a um jogo intenso e incerto até ao último momento, sairam a sorrir as forasteiras com boa replica das locais. A equipa de Cadima entrou no jogo demasiado desconcentrada e nervosa ao contrário o Viseu 2001 entrou bem determinada e com grande mobilidade, a primeira meia hora foi totalmente dominada pela equipa forasteira aproveitando a qualidade individual das suas atletas e a intraquilidade visitante. Aos 15 minutos Petra é obrigada a uma boa defesa com a bola ainda a embater na trave da sua baliza, volvidos 5 minutos a equipa de Viseu volta a criar perigo desta feita com remate mal direccionado e aos 30 minutos rejeita a melhor oportunidade do primeiro tempo. A equipa da casa nunca se encontrou, errou muitos passes e não conseguia ter bola. Oas 33 minutos e contra a corrente do jogo Joanita na transformação de um livre inaugura o marcador no complexo, até final da primeira parte o Viseu tentou reagir mas o Cadima mais confiante foi equilibrando.

O segundo tempo começa com o segundo golo da equipa de Cadima, a bola chega a Sousa que pressionada por Anita não consegue afastar a bola aproveitando a atleta da casa para aumentar a vantagem . Apesar do maior dominio do jogo pertencer ao Viseu 2001 era a equipa de Cadima quem estava na frente do marcador mas faltava muito para o terminus da partida. A equipa de Cadima estava agora mais confortável e preenchia melhor os espaços saindo sempre que possivel para o contra-ataque tentando aproveitar os espaços concedidos mas sem criar perigo , o Viseu tinha mais bola mas não conseguia incomodar Petra. Aos 57’ o Cadima poderia ter aumentado a vantagem quando Anita entrou bem pela esquerda e cruzou ao segundo poste onde apareceu Kika bem colocada mas com o remate a sair ao lado. Aos 60 minutos a equipa da casa alivia mal uma bola que parecia fácil que foi aproveitada da melhor maneira por Tânia que rematou forte e colocado reduzindo a diferença no marcador, o jogo estava vivo, rápido, com ambas equipas bem envolvidas na partida. Após alguns ajustes a equipa da casa estava mais equilibrda dificultando a manobra ofensiva da equipa visitante, o jogo parecia controlado pelas locais. No minuto 85 a equipa da casa volta a exitar numa decisão aparentemente fácil, Tita chega atrasada e faz falta recebendo ordem de expulsão por acumulação de amarelos, jogada em que a equipa do Cadima é duplamente penalizada, perde uma atleta e vê Patricia que tinha entrado no segundo tempo fazer um belo golo na marcação da falta. Os últimos 5 minutos poderiam ser de sofrimento para as locais mas não foi assim, Anita primeiro e Joanita depois tiveram duas bolas paradas em boa posição em ambas viram Sousa efectuar duas defesas com detreminação e segurança. O jogo foi decorrendo e no ultimo suspiro do mesmo Laura na sequência de um canto foi mais determinada que a equipa do Cadima,  com um pequeno toque encostou para a vitória, não havia tempo para mais, a reviravolta estava consumada e os 3 pontos viajaram para Viseu. Poderia sim o empate ter sido um resultado ajustável,  a vitória premiou a equipa mais desinibidida e que apresentou um melhor futebol. Arbitragem estudou bem as equipas.    

2 comentários:

Anónimo disse...

Leika ou Leila?

Joana Lima

urcadima@gmail.com disse...

Joana pedimos desculpa se estiver errado , naturalmente deve ser um lapso e nada mais que isso.

Orlando Jorge